Sobre Manchester X Barcelona, parte II.

Pelo correspondente corintiano Bonilha:

Depois dos dois minutos de jogo, quando Milito resolveu meter a mão na bola e C. Ronaldo tremeu e errou ao bater o penalti, a bola literalmente ficou na mão do Barcelona por mais de 20 minutos seguidos. O time catalão chegou a conquistar 97% da posse de bola antes da metade do primeiro tempo, e até o final do mesmo, continuou mandando no jogo. Mesmo assim, com Rafa Marquez parando C.Ronaldo, Milito parando Tevez, e Rooney jogando de Ala, lá atrás, pra salvar o Manchester de um massacre, o Barcelona não criou. Faltou Ronaldinho Gaúcho, faltou Henry no primeiro tempo. Messi e Eto’o tentaram, brilharam, mas os craques foram Iniesta, que organizou muito bem o Barça, Deco, que fez passes espetaculares, e o maior, Yaya toure, ONIPRESENTE.
Valdez fez sua parte. Van der Saar só confirmou ser o melhor goleiro que o Manchester podia querer, ao segurar cruzamentos, chutes (não tão bons) até o final do segundo tempo, quando aos 35min entrou Henry em cena, agredindo a defeza, concluindo com força duas vezes para defesas impecáveis do goleirão do Manchester, e uma vez sendo travafo pela defesa.
Chapéu de Messi em Evra, meia janelinha de Eto’o… os lances mais lembrados ainda são os em que ambos perderam o tempo de definir no ataque, e o jogão de bola acabou num 0x0 pobre, dum futebol bem jogado, mas tenso.

O próximo jogo deve contar com Henry em plena forma. Espera-se que Sir Ferguson, coach do Manchester lembre do Anderson, para organizar o time que ficou assistindo ao Barça jogar. E esqueça do chinês que não jogou nada. Conclusão: que falta que o Ronaldinho faz, hein Barça?

Teremos por aí mais dois clássicos de entrar pra história. Boa sorte pra nós, espectadores.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Futebol Internacional, Liga dos Campeões com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Sobre Manchester X Barcelona, parte II.

  1. bonilha diz:

    Muito bem, corintiano!sem h no meio, o h só vai em corint”h”ians!

    feitooo.. e agora, é torcer pro liverpool!
    esqueci de comentar também que o Manchester tentou ficar menos conservador, jogaram sem o Giggs, tentaram ofensivar o time. Se ele estivesse em campo, a experiência falaria mais alto pra eles não tomarem aquele aperto, sem posse nem toque de bola.

    Amém!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s